• You are here:
  • Home »
  • Gestão »
como definir preço de venda

Como Definir Preço de Venda: Um Guia Prático para Colocar seus Produtos Dentro do Mercado

Entender como definir o preço de venda é uma das etapas mais importantes dentro do planejamento do marketing de um produto. Afinal, na grande maioria dos casos é o valor do produto que determina se ele será adquirido ou não. Sendo assim, é necessário fazer uma análise completa e profunda antes de fixar o investimento para o consumidor e assim saber exatamente qual valor deve ser cobrado.

São vários os fatores que devem ser considerados na hora de estabelecer a precificação. Desde o tempo e relevância dentro do mercado até as necessidades dos compradores.

Sabendo disso, separamos aqui as melhores dicas para você que deseja saber como definir o preço de venda dos seus produtos. Dessa forma, vai ficar bem mais fácil definir um valor justo e acessível para todos. Confira abaixo!

O que é preço de venda

Em linhas gerais, chamamos de preço de venda o valor final que será cobrado dos clientes para adquirir o produto.

O preço de venda deve incluir todos os custos que o fornecedor tem para colocar aquele item no mercado. Matéria prima, fabricação, logística e até mesmo os investimentos de compra para revenda. Por esse motivo é tão importante investir certo tempo em sua definição, já que ele representará a margem de lucro do trabalho realizado pela empresa.

Como calcular o preço de venda de um produto

Esse com toda a certeza é um dos principais desafios quando se trata de preço de venda. Afinal, será ele que definirá se o item apresentado irá bem dentro do mercado ou será significado de fracasso para a empresa.

Sendo assim, é extremamente necessário considerar diversos fatores antes de chegar a uma conclusão. Desse modo, pode-se ter uma maior certificação de que os valores pedidos são justos e fazem sentido dentro do contexto geral. Acompanhe!

Público alvo e a relação entre o produto e o mercado

Ao colocarmos um produto a venda, devemos saber exatamente qual será o nosso público alvo. Ou seja, aquelas pessoas que possuem maior probabilidade de adquirir o item oferecido. Sabendo quem são elas, é mais fácil definir o valor, já que podemos considerar seu poder de compra.

Por exemplo, um produto de necessidade pequena, como quadros de decoração, que tem como público alvo famílias da classe C não pode custar mais de 100 reais. Afinal, esse valor tem um peso grande no orçamento mensal da família.  No entanto, um item de necessidade primária, como uma cesta básica, que tem como público alvo as mesmas famílias, fica com um preço justo por 100 reais.

Por esse motivo é tão importante ter um público alvo bem definido. Além de ajudar nas estratégias de marketing e divulgação, ele faz total diferença nos valores finais dos produtos.

Posicionamento do produto e da marca

Esse é mais um fator primordial na hora de calcular o preço de venda.

Imagine que você deseja comprar algo para o seu dia a dia, como pó para café. No mercado, existem duas marcas disponíveis.  Entre elas, você conhece apenas uma. A conhecida está um real mais cara que a outra. Qual você escolherá para a compra?

A grande maioria das pessoas responde que escolherá a mais conhecida, mesmo que seja um pouco mais cara. No entanto, se a diferença de valores entre ambas fosse um pouco maior, na casa dos três reais, provavelmente a escolhida seria a segunda.

Isso acontece porque marcas consolidadas costumam ser a preferência do público apenas quando não possuem valores tão discrepantes. Quando o custo é muito mais alto, transmite-se a impressão de um produto “gourmet” ou com características teoricamente desnecessárias ao dia a dia. Sendo assim, a opção se torna a de menor valor.

Por esse motivo é fundamental entender qual é a posição do seu produto e da sua marca dentro do mercado. Empresas iniciantes devem oferecer menor valor enquanto não estão consolidadas, enquanto marcas maiores podem cobrar um pouco mais.

O equilíbrio quase sempre é a melhor opção. Oferecer um produto com preço dentro da média costuma ser sinônimo de ganhar a preferência entre os consumidores.

Análise financeira do produto

Dentre todos os pontos, esse é um determinante para a relação entre vendas e lucro dentro da empresa. Afinal, é óbvio que se tem um custo para colocar um produto dentro do mercado. Para saber o quanto de retorno financeiro esse ato trará, é preciso primeiramente entender quais foram os investimentos necessários.

Alguns dos fatores que devem ser levados em consideração são:

  • Produção (em casos de manufatura);
  • Mão de obra (funcionários para pesquisa, compra, produção);
  • Logística (desde distribuição de matéria prima ou custos para aquisição do produto para revenda);
  • Custo de marketing e divulgação;
  • Impostos.

Depois de pesar cada um desses aspectos, deve-se obter um valor exato sobre o produto. Sendo assim, calcula-se a margem de lucro desejada e pode-se verificar se o valor final se encaixa com os outros fatores citados.

A relação entre a publicidade e o preço do produto

Que o marketing é necessário em qualquer tipo de negócio não é nenhuma novidade. Afinal, ele é o principal responsável pela consolidação da marca e pelo alcance do item ao público. Porém, você sabia que ele também pode interferir diretamente no preço final do produto?

Uma publicidade feita com qualidade agrega valor ao item. A divulgação pesada e que ressalta as características positivas do item faz com que ele se torne aparentemente mais necessário aos consumidores. Dessa forma, a compra que poderia ser deixada para depois acaba sendo concluída na hora.

Sendo assim, invista muito em anúncios de qualidade e que atinjam todos os meios. Utilize estratégias de Marketing, como o Marketing de Conteúdo e gere valor para os seus clientes. Uma das melhores formas de aumentar suas vendas é através de um blog.

Através dele você cria conteúdos que ajudam o seus clientes à resolverem problemas e cria o caminho para eles se conectarem com as soluções que seus produtos oferecem.

Use o Marketing tradicional e todas as outras formas que encontrar. Quando mais o público ouvir falar da sua marca, mais consolidado ficará o seu nome dentro do mercado e mais valor será agregado a ele.

Fazer a precificação é um dos passos mais importantes para uma empresa. É através que toda a relação entre fornecedor e consumidor é criada.

Desse modo, é mais do que necessário investir tempo e pesquisa para escolher um valor que faça sentido para você e para o seu público alvo. Sabendo disso, anote todas essas dicas e comece hoje mesmo os seus cálculos!

Leave a Comment: